O tratamento de doenças psicológicas normalmente é feito através de consultas externas em ambulatório, onde o psiquiatra conversa com o paciente e avalia sua situação, podendo utilizar tratamento farmacológico.

Em alguns casos a situação do paciente é muito crítica, e se faz necessária a internação do paciente em um hospital psiquiátrico para um tratamento mais intenso. Essa opção só é utilizada em situações extremas, onde o paciente apresenta ameaças tanto para si mesmo quanto para terceiros. Apenas quando nenhum outro tratamento se mostra eficiente, recorre-se à internação.

Existem três possibilidades de internação psiquiátrica: voluntária, involuntária e internação hospitalar compulsória. A voluntária se dá quando o paciente está ciente e de acordo com a sua internação. Nesse caso, ele deve assinar um documento afirmando que aprova a internação. A involuntária é aquela que é indicada por terceiros, seja pela família ou pelo psiquiatra, mas não têm a conscientização do paciente. Já a internação compulsória tem relação com a legislação, quando o paciente é internado por ordem da Justiça, que o julga um perigo a outras pessoas e a si.

FONE: (51) 99885.6565
WHATSAPP